Nota de Falecimento – Frank Svensson (1934-2018)

Sede da RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.) em Recife – arquitetos Marcos Domingues e Frank Svensson. Foto: Lucas Jordano Barbosa, publicada em Flickr

Por IAB-DF

Frank Svensson, arquiteto graduado em 1962 pela UFMG, trabalhou na SUDENE até 1970, onde foi colega, dentre outros, da saudosa Christina Jucá. Como professor da UnB e importante comunista, foi enquadrado na lei de exceção 477 de 1973. Fora do Brasil por 16 anos, lecionou nas Escolas Superiores de Arquitetura de Estrasburgo e Nancy, e nas Universidades Tecnológicas de Gotemburgo e Lund-Suécia. De 1979 a 1982, assessorou o Ministro da Educação de Angola e o Movimento Popular de Libertação da Angola – MPLA, na formação de arquitetos. Doutor em Filosofia na Suécia (1986), desde 1988 era professor titular de teoria e história da arquitetura e urbanismo, lecionando disciplinas de história da arquitetura e urbanismo da sociedade industrial e de teoria do conhecimentos, na FAU-UnB. O IAB/DF se despede hoje do grande mestre Frank Algot Svensson, que aprofundou em seus alunos “sentimentos ligados aos valores do povo e do país que […] evoluem para uma crescente conscientização do papel dos mesmos no desenvolvimento socioeconômico” e na construção da “perspectiva clara do desenvolvimento histórico da sociedade” em “necessidade inevitável para o arquiteto”. A imprescindibilidade da consciência e do reconhecimento do espaço e tempo como expressão arquitetônica, rompendo a limitação teórica da forma e da alienação social em nome do realismo, formaram raízes profundas de seus ensinamentos.

A densidade de suas palavras, de tom sempre sereno e parcimonioso​, deixarão um imenso espaço, para nossa reflexão e inspiração. Frank Svensson morreu aos 84 anos em Brasília, no dia sete de fevereiro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *